O que sustenta uma amizade

Por Michele Müller

Sem o exercício da tolerância e sem a força da presença, as relações se mantêm frágeis e as amizades, superficiais. Proximidade não se conquista sem a capacidade de aceitar que pontos de vista inevitavelmente vão se desencontrar, que nossas fraquezas inevitavelmente vão aparecer e as dos outros possivelmente irão nos chatear.

O filósofo britânico David Whyte lembra que o valor da amizade está justamente nessa mútua e contínua compreensão.

Hugh Thomsson, old maids

“Os amigos permanecem próximos conhecendo nossas dificuldades e sombras. Oferecem companhia em momentos de vulnerabilidade mais que nos triunfos – quando estamos sob a estranha ilusão de que não precisamos deles. A amizade é valiosa justamente porque sua forma elementar é redescoberta muitas vezes por meio da compreensão e aceitação. Sem perdão e tolerância mútua e contínua, qualquer amizade morre”.

Michele Müller

27 setembro 2017

Contra a rigidez e o conformismo

“Eu me contradigo? Pois bem, então me contradigo. Sou amplo, contenho múltiplas dimensões”, escreveu Walt Whitman em um de seus mais aclamados poemas. Virgínia Woolf também nos coloca

Michele Müller

27 fevereiro 2017

Sobre a felicidade como objetivo

Não nos contentamos com o necessário, perdemos noção do suficiente. Aprendemos que podemos ser quem quisermos, que tudo é possível, que todos limites podem ser expandidos. Mas é

Powered by tnbstudio