Uma nova ferramenta para ajudar na compreensão

Por Michele Müller

Cartas com representações visuais de conceitos abstratos, lançadas pela Matrix, ajudam na construção das habilidades de compreensão da linguagem.

A representação visual facilita a compreensão de conceitos complexos

A compreensão da leitura depende tanto das habilidades conhecidas como restritas, ou condicionadas – mais técnicas e relacionadas à decodificação – quanto das irrestritas, que que permitem o uso das ilimitadas variações da linguagem verbal. A fluência, alcançada com a prática do primeiro grupo de habilidades, é essencial parta que haja compreensão, mas não é suficiente. Para isso, é fundamental exercitar conhecimentos irrestritos, que são enriquecidos no decorrer de toda a vida por meio dos livros e das interações sociais e ganham complexidade à medida que a criança se aproxima da adolescência.

Este grupo de capacidades envolve o domínio do vocabulário, uso flexível e criativo da linguagem, leitura de mensagens implícitas, formação de relações, sínteses, inferências e percepção do propósito dos discursos, entre outras competências que formam o que conhecemos como pensamento crítico. São elas que garantem a compreensão plena da mensagem nas diferentes situações e cumprem papel fundamental na construção da forma com cada um se relaciona com o mundo ao seu redor.

O conhecimento profundo de conceitos abstratos permite uma identificação e interpretação mais clara das próprias emoções, de sentimentos complexos e dos comportamentos e reações dos outros – sejam personagens da literatura ou pessoas de seu convívio. Essencial para a compreensão da leitura, o refinamento do vocabulário, portanto, leva ao refinamento do pensamento e serve como base para o desenvolvimento da inteligência emocional.

Para auxiliar no ensino de conceitos, desenvolvi, em parceria com o ilustrador Marco Jacobsen, uma série de cartas que ilustram comportamentos e sentimentos complexos e geralmente difíceis de explicar. Elas estão reunidas no livro em caixinha Imagem e Conceito, lançado pela editora Matrix.

São 50 cartas com palavras e 50 com ilustrações, que podem ser associadas e utilizadas de diversas maneiras, em jogos ou atividades de escrita.

A seleção resultou do meu trabalho de compreensão leitora com crianças e adolescentes. Foram escolhidos conceitos que, apesar de especialmente frequentes em textos como fábulas e histórias que refletem o comportamento humano, se mostraram pouco familiares e difíceis de serem inferidos, o que muitas vezes compromete a compressão do material como um todo.

O ensino de conceitos partindo de uma representação visual facilita a formação de associações mentais que permitem a compreensão e a retenção. Isso porque não existem símbolos mentais abstratos relacionados à linguagem abstrata: ela só ganha sentido a partir do mundo concreto, que pode ser percebido por meio dos sentidos. Por mais amplo e flexível que seja um conceito, ele necessariamente é relacionado, no cérebro, a uma série de elementos concretos e a movimentos.

A aprendizagem, portanto, envolve o corpo – não é apenas um processo mental. Para que ela ocorra com sucesso, o ensino deve levar isso em consideração e oferecer elementos concretos e visualizáveis, que ajudem a construir relações a partir de imagens e movimentos.

Recursos visuais como os das cartas são uma ferramenta dentre várias outras necessárias para o desenvolvimento da compreensão leitora e habilidades de comunicação oral e escrita. Além do vocabulário abstrato e da formação consciente de relações, que podem ser trabalhadas dessa e de outras formas, são necessárias práticas que auxiliam no estabelecimento de importância, síntese, inferências, comparações, formulação de perguntas, relações de causa e efeito, automonitoramento da leitura, narração dos fatos e escrita coerente.

São competências que podem ser construídas de forma integrada, em direção a um dos grandes objetivos da educação – a formação de leitores com pensamento crítico, capazes não apenas de compreender como de questionar e manipular as informações, com flexibilidade para combiná-las de formas diferentes, ganhar capacidade de persuasão, surgir com novas soluções, formar suas próprias ideias.

As cartas estão disponíveis em livrarias de todo o Brasil e pelo site da editora Matrix. Quem quiser encomendar diretamente comigo, pode fazer o pedido por e-mail.

As cartas oferecem várias possibilidades de trabalhar a compreensão e a escrita.

 

 

 

 

 

 

Leia também:

Como a mente constrói sentido a conceitos abstratos

A função da linguagem no desenvolvimento da inteligência emocional

As palavras são microcosmos da consciência humana

A relação mente-corpo, segundo Virgínia Woolf

 

 

 

Michele Müller

11 junho 2019

A função da linguagem no desenvolvimento da inteligência emocional

Mais que possibilitar a expressão de experiências, com a finalidade de influenciar aqueles com os quais interagimos, a linguagem molda a forma como percebemos o ambiente, como interpretamos o

Michele Müller

19 dezembro 2018

Por que o tédio tornou-se tão incômodo

Durante toda a minha infância, as férias começavam e terminavam com uma viagem de dez horas. No trajeto até a casa da minha avó, geralmente feito de carro

Powered by tnbstudio