O que sustenta uma amizade

Por Michele Müller

12 de março de 2017

Sem o exercício da tolerância e sem a força da presença, as relações se mantêm frágeis e as amizades, superficiais. Proximidade não se conquista sem a capacidade de aceitar que pontos de vista inevitavelmente vão se desencontrar, que nossas fraquezas inevitavelmente vão aparecer e as dos outros possivelmente irão nos chatear.

O filósofo britânico David Whyte lembra que o valor da amizade está justamente nessa mútua e contínua compreensão.

Hugh Thomsson, old maids

“Os amigos permanecem próximos conhecendo nossas dificuldades e sombras. Oferecem companhia em momentos de vulnerabilidade mais que nos triunfos – quando estamos sob a estranha ilusão de que não precisamos deles. A amizade é valiosa justamente porque sua forma elementar é redescoberta muitas vezes por meio da compreensão e aceitação. Sem perdão e tolerância mútua e contínua, qualquer amizade morre”.

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Michele Müller

17 abril 2017

Crianças não aprendem escutando

O cientista cognitivo Steven Pinker alega, em seu livro O Instinto da Linguagem, que a linguagem está pré-programada nos humanos de tal forma que não conseguimos suprimir nossa

Michele Müller

27 fevereiro 2017

As possibilidades que o amor desperta

“A inspiração é uma visita que sempre chega de surpresa”, escreveu o filósofo e poeta irlandês John O’Donohue em sua mais conhecida obra, Anam Cara (Amigo de Alma),

Powered by tnbstudio