O que sustenta uma amizade

Por Michele Müller

12 de março de 2017

Sem o exercício da tolerância e sem a força da presença, as relações se mantêm frágeis e as amizades, superficiais. Proximidade não se conquista sem a capacidade de aceitar que pontos de vista inevitavelmente vão se desencontrar, que nossas fraquezas inevitavelmente vão aparecer e as dos outros possivelmente irão nos chatear.

O filósofo britânico David Whyte lembra que o valor da amizade está justamente nessa mútua e contínua compreensão.

Hugh Thomsson, old maids

“Os amigos permanecem próximos conhecendo nossas dificuldades e sombras. Oferecem companhia em momentos de vulnerabilidade mais que nos triunfos – quando estamos sob a estranha ilusão de que não precisamos deles. A amizade é valiosa justamente porque sua forma elementar é redescoberta muitas vezes por meio da compreensão e aceitação. Sem perdão e tolerância mútua e contínua, qualquer amizade morre”.

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
https://www.etsy.com/listing/45752652/anatomy-sketch-vintage-reproduction

Michele Müller

11 outubro 2017

A relação mente-corpo, segundo Virgínia Woolf

Antes de ser abordada de forma científica, a indissociabilidade corpo-mente inspirou muitas discussões filosóficas e reflexões literárias. A ilusória supremacia do intelecto sobre o fisiológico nas histórias foi

Michele Müller

7 abril 2017

A ilusão do recomeço

O escritor Jonathan Fields, autor do projeto Good Life e de livros na área de desenvolvimento humano, faz uma excelente abordagem à importância de, ao invés de procurarmos

Powered by tnbstudio